quinta-feira, 12 de abril de 2012

Aborto de anencéfalos

Oi, andei sumida né? É porque estou sem internet!
Mas diante do que vi hoje pela manhã no jornal não podia deixar de vir aqui pra dividir com vocês minha revolta!
 Hoje a tarde é o final da votação da lei que libera o aborto para bebes anencéfalos,lei essa que 5 parlamentares já votaram a favor e apenas 1 contra (tenho que lembrar do nome dele nas eleições).
Gente isso é o fim do mundo!!!! Estão dizendo que é muito dificil para a mulher passar por todos os transtornos de uma gestação para no final ter um bebe que não poderá sobreviver. Tá, e quem me garante que um bebe "com" celebro sobreviverá?Quem me garante que um bebe "normal" não terá morte súbita?
Eu sei que esse assunto é polemico, que vai ter zilhões de "anonimos" me xingando, mas essa é a minha opinião.
Acho que toda mãe tem o dever de proteger a vida do seu filho dure ela o tempo que for! Que o bebe viva apenas 5 minutos, mas que tenha a dignidade de nascer!!!
Que Deus possa agir no coração dos nossos parlamentares e que Maria , mãe de jesus que deu a vida a Seu filho mesmo sabendo que Ele morreria numa cruz, acalme o coração dessas mães...

3 comentários:

Luana, a Luh... disse...

é verdade Jo... realmente é um assunto polêmico, mas tbm acredito que o único dono da vida é Deus e ele sempre cuida de nós. Eu acredito mtoooooo que a vontade Dele nunca vai nos levar onde ele não possa nos proteger...Eu sou totalmente a favor da vida e não posso me imaginar fazendo um aborto, mas tbm acho que isso deve ser uma escolha de cada mulher, pois só passando por determinadas situações para avaliar corretamente...bjk

Anônimo disse...

Concordo com a sua opinião. Mas não trata-se de uma LEI que está sendo votada nem de PARLAMENTARES que estão votando algo. Mas sim de uma processo que tramita no STF há sete anos e que está sendo discutido e votado pelos ministros que são juristas e não parlamentares, não somos nos quem os escolhemos, mas o Presidente da República, dentre os Juízes, advogados e membros do Ministério Público. Essa decisão não obriga nenhuma mulher a abortar em caso de anecefalia, apenas autoriza aquelas que assim desejarem a fazê-lo sem a necessidade de um processo judicial demorado, que muitas vezes quando termina a criança já nasceu.

Lidi disse...

Oi Jo.. é sim, um assunto mto polêmico e nós treinantes não gostamos nem de pensar na palavra aborto, mas se a mãe não desejar levar até o fim a gestação(sabendo do problema de seu filho) ela vai poder fazê-lo sem clandestinidade.

Bjs.