sexta-feira, 30 de março de 2012

Filho criado, trabalho dobrado...

Quando a Maria Eduarda era um bebezinho eu ficava louca para que ela crescesse logo, para que passasse a fase das fraldas das viroses, das vacinas, das assaduras, das doencinhas típicas de bb.
 O tempo implacavel como ele só, passou me deixando louca de saudade dessa época...
 A Duda cresceu, é uma menina linda, doce e amiga ( minha companheirona)...
 Achei que passada a fase das colicas nunca mais iria chorar junto com ela por não saber o que fazer, mas hoje, mais precisamente agora, estou sim chorando novamente junto com ela por simplesmente não saber o que fazer.
Sempre enchi a minha boca pra dizer que a Maria Eduarda é muito tranquila, que fica com qualquer pessoa sem dar trabalho, que não é pirracenta, que cativa todo mundo , enfim, uma menina de ouro...
Acontece que desde o primeiro dia de aula dela venho notando um comportamento meio estranho, nos primeiros dias ela sempre me pedia pra entrar com ela na escola, depois percebi que ela não tinha muitas amiguinhas (coisa que ela era lotada na outra escola) até que por fim comecei a ter reclamações sobre ela, primeiro sobre não obedecer, depois empurrar os coleguinhas na fila ( estamos mesmo falando da mesma Maria Eduarda?)até que  hje a professora dela veio falar comigo que ela deu BIRRA na sala de aula por que ela não deixou ela terminar de colorir uma atividade e ainda beliscou uma coleguinha(? a Maria Eduarda sempre foi a criança que apanha)e pra piorar deu uma ADVERTÊNCIA  pra ela...
 Chegando em casa fui conversar com ela sobre seu comportamento, eu mal tinha começado a falar ela começou a chorar dizendo que queria voltar pra estrelinha (antiga escola) que não queria ficar naquela escola.
Ela ficou 3 anos na estrelinha e eu NUNCA tive nenhuma reclamação sobre ela muito pelo contrario ela sempre foi o xodó das professoras, sempre foi só elogios...
Estou aqui sem saber o que fazer, me sentindo culpada por ter tirado ela da escolinha, egoista por ter parado de trabalhar e me derramando em lágrimas...

P.S Ela está de castigo pelo mau comportamento...

3 comentários:

Luana, a Luh... disse...

ai Jô...não posso te aconselhar mto sobre isso, pois ainda não vi isso, mas pode ser uma maneira da sua florzinha querer chamar a atenção para algo que está mudando na vida dela...bjk

Alessandra Santos. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alessandra Santos. disse...

Pelo que entendi não há nada demais aí. Ela simplesmente está sentindo falta de a sua antiga escola. Essa atitude é normal, porém fique alerta para que esse comportamento não venha comprometer seu aprendizado.Converse com a professora e explique a ela toda a situação, peça que ela enturme sua filha com as outras coleguinhas e a envolva mais nos trabalhos da classe e da escola. Que faça com que ela se senta querida e amada pela professora e pelos coleguinhas.
Acredito que sua filha irá se sentir mais segura e essa fase passará. Não falo como mãe e sim como profissional em educação.
Espero ter ajudado.
Bjos